24 maio 2018

Antonio Cedraz, um desenhista baiano e seus personagens amados em todo o Brasil

Você, leitor, sendo a pessoa atilada que o é, já deve ter lido as histórias em quadrinhos que mostram a simpática e divertida Turma do Xaxado, não é mesmo? Pois fique sabendo, se já não o sabe, que o criador é o afamado, aclamado e mui amado Antonio Cedraz, glória-mor de Jacobina, urbe localizada no sertão da Bahia, qual uma pedra preciosa incrustada em monárquica coroa, sendo ele um dos mais premiados desenhistas de toda esta Terra Brasilis, que um dia foi achada pelo intrépido lusitano Pedro Álvares Cabral. Cedraz, ainda por cima é um ser humano dos mais supimpas, um raro amigão, gente muito do bem, um cara de alma muitíssimo bonita, um gajo giro, como diz seu genro, que é tão português quanto o supracitado Cabral. Um certo dia recebi convite para visitar o Estúdio Cedraz e fazer as caricaturas dos integrantes da equipe. Topei de cara e mui contente e parti para lá, lépido e fagueiro. Fiz as caricas em preto e branco, depois, lesto e presto, peguei uma marinete e levei para colorir no estúdio que mantenho em Montmatre, logo ali em Paris, vizinho ao do meu confrade Juarez Machado. Para comprovar a veracidade do meu relato, taí o pai do Xaxado posando numa nice para mim. (29/11/13)                                             P.S.: Aproveito para lembrar a todos que no próximo sábado, dia 26 de maio de 2018, às 15h, na Galeria Pierre Verger, Biblioteca Central dos Barris, nesta cidade de Salvador, acontecerá a abertura da exposição comemorativa dos 20 anos de Xaxado, o mais afamado personagem de Cedraz. A mostra vai do dia 27 a 30 de maio, aberta ao público das 09:00h às 18:00h.