23 outubro 2016

Antonio Conselheiro visto pela imprensa de sua época / Arte que se reparte 5


A ilustração que hoje posto mostra a imagem que a imprensa da época fazia de Antônio Conselheiro, como se pode constatar no livro Humor e Sátira na Guerra de Canudos, da escritora e emérita Professora Lizir Arcanjo Alves que pesquisou a fundo tal página infeliz na nossa História, passagem desbotada na memória de nossas novas gerações. Fiz esta ilustração para o citado livro buscando passar para os leitores a versão dos jornais de uma época em que a República ainda engatinhava. Os jornais, é claro, eram de propriedade de famílias das classes dominantes, e eles buscavam fazer com que as pessoas enxergassem as coisas da maneira que seus mui privilegiados proprietários enxergavam. Gente nada heróica foi galgada ao posto de herói da Pátria, gente que nada devia à lei foi dada como bandido dos piores, tudo para atender a mídia daquela época de antanho. Nesse aspecto, as coisas não mudaram muito nos tempos atuais.  
*** Quanto a esta arte aí no alto, ela foi feita em papel Westerprint 180 gramas, com grafite B, usado para esboçar, e uma providencial caneta nanquim, do tipo descartável, para a arte-final.
(190215)