04 fevereiro 2017

Os japoneses em seus mínimos detalhes sexuais / U sexu nu mundo 5

O Japão é um país de pequenas dimensões, sabido é. Devido a isto, e à consequente falta de espaço, tudo lá é pequeno em tamanho, menos os lutadores de Sumô. Os apartamentos são todos verdadeiras quitinetes, os rádios são pequenos, as telas dos aparelhos de TVs são minúsculas, os celulares, idem, os carrões de lá são do tamanho daquele do Mr. Bean. Até o biótipo japonês parece acompanhar esta tendência pois os pés das graciosas japonesas são bem pequenininhos. Menores que eles só mesmo as bimbinhas dos homens japoneses, fato que não os deixa nem um pinguinho complexados como ocorre com os brasileiros mal dotados. Se você assistir um filme de sexo explícito feito no Japão, vai logo perceber que os atores pornôs japoneses não tem o mínimo grilo com relação ao diminuto tamanho do seu, digamos, instrumento de trabalho. Entram em cena sem nenhum constrangimento, como se fossem uns autênticos pés-de-mesa. Antes de partir para cima da atriz pornô, o nipônico olha com orgulho para a própria varinha e grita: "Tora! Tora! Tora!". Pensar grande é isto aí. Já no plano familiar, sabe-se que quando vai comer sua venerável esposa, o marido japonês costuma usar dois pauzinhos. Um, é o dele mesmo. O outro é o pauzinho do Ricardón San que está sempre disposto a colaborar porque adora comer primeiro o sashimi e depois o tofu da mulher do seu amigo.
(04/12/10)