27 junho 2015

Affonso Manta, poeta: masoquista light

Para o deleite dos leitores já postei aqui uns versos irreverentes do poeta baiano Affonso Manta para mostrar a vocês que a boa poesia baiana vai muito além do consagrado Castro Alves. Pesquisando achei estes outros versos de Manta que são também uma delícia. Bon appétit.
Pisciana
Celeste é meio indócil, mas serena.
De gênio calmo. Mas de amor fogoso.
Ela me dá felicidade plena
E surra de cipó de fedegoso.
(Publicado originalmente em 16 de outubro de 2013)

25 junho 2015

J. Jorge Amado e o Jacaré no esparro

Jacaré no seco anda?
Este aí acima é outro significativo exemplo do que são os esparros,  frases utilizados no coloquial do povo da Bahia, cheias de duplo sentido e de malícia, recheadas de um humor pra lá de sacana, largamente encontradiças em pitorescos diálogos populares de todo nordestee de maneira constante na boca do povão baiano que tem como característica marcante ser irreverente, como se pode comprovar nesta particularidade de sua cultura oral que serviu de temática para o escritor João Jorge Amado.  Sempre atento, como é de seu feitio, J. Jorge pesquisou dedicadamente, selecionou com acurado empenho e publicou esparros diversos em seu ótimo livro, "Lá ele ! ( o esparro na Bahia )por mim ilustrado entre uma gargalhada e outra. Você que é dado a boas leituras pode tentar conseguir um exemplar fazendo contato com a Publit Soluções Editoriais, através do seu site http://www.publit.com.br/
( Publicado originalmente em 14 de fevereiro de 2013 )