17 agosto 2016

Passeio de casal nordestino na megalópolis com acrílica e muito amor

Em plena megolópole paulistana um casal, tendo à cabeça signos nordestinos, em momento que sugere ser de merecido relaxamento depois de uma longa e estafante semana de trabalho duro, passeiam amorosos em grande praça com seus jubilosos trajos domingueiros, esfuziantes qual uma alegoria carnavalesca. Esta pintura fiz eu lá pelo ano 2000, em que fica a tal estação final do percurso vida na terra-mãe concebida. Trata-se de um painel de 1.80 x 1.50m e para fazê-la, além de meu proverbial talento pictórico, lancei mão do velho e sempre prazeiroso método de usar tinta acrílica sobre tela. De quebra, usei cola e pedaços de tecido para fazer umas colagens com ares dadaístas e assim posar de erudito.  Depois que fotografei com minha Rolleiflax e revelou-se minha enorme aptidão para as coisas pictóricas, escaneei e dei uma tecladas no photoshop pra animar ainda mais esse motivo festivo assaz criativo e mui inventivo.
(Publicado originalmente em 10/02/10)